Gastronomia para curtir a Excursão Barretos 2015

Gastronomia do Rodeio de Barretos 2015

A excursão para Barretos 2015 é sinônimo de boa música, pessoas bonitas, festa, diversão e emoção.

Outro aspecto que pode ser associado à festa é a gastronomia. Não há como passar pelo Rodeio de Barretos sem experimentar a gastronomia típica que é ofertada por lá.

E quando falamos de gastronomia típica, é obrigatória a passagem pelo festival Queima do Alho. Trata-se de um festival que reúne comitivas de tropeiros d todo o Brasil. Neste festival, eles disputam quem melhor prepara os pratos típicos de peões: carreteiro, paçoca, carne feita na chapa etc. Quem participa do evento pode experimentar os diversos pratos preparados pela comitiva. Prepare bem o seu estômago!

Se você já confirmou a sua excursão para Barretos 2015, confira os pratos típicos que você irá experimentar.

Arroz Carreteiro

Um dos pratos mais tradicionais da culinária tropeira, o arroz carreteiro basicamente é constituído de arroz, linguiça, carne de sol picada ou desfiada, refogado em bastante gordura. Além disso, ainda é acompanhado de cebola, tomate, cheiro-verde e demais especiarias.

Feijão gordo

É um delicioso feijão que é quase uma feijoada! Quase por que não vai pé de porco nem orelha e outros elementos da tradicional feijoada. O feijão gordo é composto de linguiça calabresa, bacon, cebola, alho, costela de porco, lombo e demais especiarias.

Churrasco fogo de chão

Se você experimentar a deliciosa costela assada em um cgurrasco fogo de chão, você nunca mais vai esquecer. Trata-se de uma peça de carne bem grande sendo assadas por espetos fincados no chão, rodeados por brasas acesas. A carne fica muito mais macia que a preparada na churrasqueira, além de não ter o cheiro do carvão. Você nunca mais experimentará uma carne tão macia e deliciosa.

Imagino que você já esteja com fome. Principalmente se você já confirmou sua excursão Barretos. Caso ainda não tenha confirmado, faça isso logo. Confira os pacotes da Fui Nessa viagem para Excursão Barretos 2015.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *